terça-feira, 18 de novembro de 2008

Projeto Pontal: Apenas a ponta do Iceberg

Esta semana ficou provado: A lei só vale para quem não tem dinheiro. Caso contrario é só encomendar que o legislativo se encarrega de entregar um prato feito ao gosto e ao bolso do freguês.

Foi com muita preocupação que nós, aqui da Vila São Judas, no Partenon, acompanhamos a votação do projeto de construção do Trambolho (vulgo pontal) na Orla do Guaíba. A lógica é simples: se na Beira do Guaíba, patrimônio da cidade de Porto Alegre e dos gaúchos, o poder econômico consegue mudar as leis que regem o regime urbanístico da área, imagina o que sobra para nós que moramos na periferia da cidade?

A Vila São Judas, assim como muitas outras em Porto Alegre, foi decretada como Área Especial de Interesse Social (AEIS) pela prefeitura há alguns anos. Esta lei nos dava uma certa tranqüilidade, pois uma AEIS só pode ser usada para fins de moradia e garante um tratamento urbanístico diferenciado, respeitando as características do local.

Ocorre que, como diz um velho ditado, ONDE PASSA BOI, PASSA BOIADA. E nós que há pouco tivemos que brigar com a PUC, para garantir o nosso espaço, vemos agora o vale tudo instaurado na nossa cidade, e a incerteza volta a tomar conta.

Porto Alegre virou um canteiro de obras... exclusivo para a classe média e alta. A cada dia surgem novos prédios e espigões nas zonas mais valorizadas e na periferia uma centena de condomínios fechados surgem do nada. Chegam na periferia e se instalam com toda a paranóia da segurança, evitando qualquer contato com o mundo a sua volta.

E nós, da São Judas, da São Pedro e Vila Salvador França, por exemplo, estamos cada vez mais cercados pela especulação imobiliária, que tudo quer e acha que tudo pode.

Por todos esses motivos estamos encaminhando ao Prefeito José Fogaça, um pedido para que seja vetado o projeto Pontal do Estaleiro.

5 comentários:

Henrique Wittler disse...

Parabens aos moradores da Vila São José pela consciencia que têm da realidade brasileira de hoje.
A alguns anos quando a ditadura imperva no país, lutamos contra e resistimos, posteriormente fomos convencidos pelos que se diziam defensores do povo á votar neles.
Hoje em dia nos conscientizamos que a emenda foi pior que o soneto, os que ganharam a confiança do povo naõ espancam nínguem abertamente, em público, mas sacrificam o povo na calada da noite ou em salas á portas fechadas.
Por isto estão de parabéns, viram longe e previram no que vai dar.
Ao reagirem estão tentando evitar a expulsão de suas famílias da área onde moram, pois do geito que vai, se houver interesse de especuladores breve terão grandes planos para sua área.

Henrique Wittler
Engenheiro, Professor e Perito ambiental

Guilherme disse...

Pois é, como dizia um grande músico e compositor da periferia:

"...Pra elite dominante eles dão filé mingnon e leite especial, para o povo uma taça de fel e churrasco de sapo-boi feito lá na central..."

Nós, lá na São Judas, temos que implorar para a prefeitura atender os serviços básicos, como saúde, manutenção das vias da Vila,da nossa ponte que pode desabar a qualquer momento, habitação, etc.

E os grandes? Só precisam protocolar o pedido e garantir alguns caprichos que as demandas saem com a maior tranquilidade.

E a Câmara de Vereadores ein?
Bancando os grandes de novo!!!

Olha, que vergonha ein senhoras(es) vereadoras(es)!!!!!

E o povo pobre? Ah, esses são mais difíceis de atender porque só votam e não tem potencial para financiar as campanhas né?

Estamos de olho e vamos incomodar!!!!!

Saudações

Amigos da Rua Gonçalo de Carvalho disse...

É direito de todo cidadão, independente da classe social e econômica, acompanhar o que ocorre nos poderes públicos, especialmente na "Casa do Povo", como dizem nossos vereadores.
O problema é que normalmente não exercemos esse direito e aí... vejam o que acontece!
Participem, moradores da Vila São Judas!!!

Anônimo disse...

e ai guilherme tu naõ achas que muito grande pra ser chorão tudo para ti ta ruim em que mundo tu vives

Guilherme disse...

Caro Anônimo, nem tudo está ruim, começa a ficar quando leio comentários imbecís!!!!!!!!
Abraços e identifique-se da próxima vez!!!!