domingo, 25 de outubro de 2009

AMOVITA solicita a EPTC fechamento do portão da PUC

.

Em reunião com a EPTC na sede da AMOVITA, a Associação de Moradores solicitou o fechamento dos portões do estacionamento que dão acesso a rua Nelson Duarte Brochado, dentro da comunidade. Solicitamos ainda a reabertura dos portões que dão acesso para Av. Bento Gonçalves e o redirecionamento do restante do fluxo para a Av. Ipiranga e Cristiano Fiscer.

Acontece que a PUC-RS possui frente para 3 grandes avenidas de Porto Alegre: Av.Ipiranga, Bento Gonçalves e Cristiano Fishcer, e mesmo assim direciona grande parte do fluxo dos veículos para dentro de nossa comunidade. Mas as entradas e saídas para a Ipiranga e a Bento Gonçalves estão sub-utilizadas.

Entendemos que a abertura do portão do estacionamento para a rua Nelson Duarte Brochado, pela puc-rs, foi uma ação premeditada, pois alguns anos após a universidade entrou com solicitação junto a prefeitura de alargamento da via, e a consequente retirada de 80 famílias.

A AMOVITA solicitou a EPTC o fechamento do referido portão e buscaremos via judicial, se necessário, a efetivação da medida.

Estiveram presentes na reunião: Coordenação da AMOVITA, o Sr. Jorge Ribeiro pela EPTC e a Vereadora Sofia Cavedon.

.

7 comentários:

Opus Dei disse...

Sr. Reitor,
as medidas da PUC sob sua coordenação é um desreipeito com nossa comunidade; ademais essa política tornou a PUC persona non grata em nossa comunidade; exigimos uma imediata repactuação de nossa convivência... ou quem viver verá! Estamos apenas começando!

Anônimo disse...

É isso aí, o fechamento do portão da rua Nelson Duarte Brochado resolverá a maioria dos problemas da nossa comunidade. A PUCRS se acha "dona do campinho" mas mostraremos que os verdadeiros donos são os cidadãos e a cidadania e não o poder econômico-religioso.
Eles que vão largar seus veículos diretamente nas avenidas Bento Gonçalves, Cristiano Fischer e Ipiranga!!!!
Fora PUCRS!!!
Fora mercenários!!!!
Fora falsos católicos!!!!
Abraços

Anônimo disse...

Íncrivel como esta instituição não respeita o DIREITO À MORADIA de nossa comunidade.

Além disso, coloca em primeiro lugar os automóveis de seus alunos e funcionários (=$$). A filosofia da puc é a do mercado consumidor (=$$). Questões humanas e ambientais não estão na pauta.

Não dá para continuar desta forma! A puc tem que respeitar os direitos humanos e a natureza.

Este modelo de sociedade que a puc tb é responsável por construir está se esgotando!

E nós, da AMOVITA, estamos ajudando a derrubá-lo! Alternativas há. E não são pautadas pelo assistencialismo e hipocrisia!

eduino disse...

A RUA NELSON DUARTE BROCHADO FOI UMA DEMANDA DA COMUNIDADE LOCAL DEFENDIDA PELOS CONSELHEIROS NO ORÇAMENTO PARTICÍPATIVO, A PUC "NÃO MOVEU UMA PALHA", NÃO CEDEU MEIO METRO DE ÁREA TIVEMOS QUE NEGOCIAR COM A BRIGADA MILITAR PARA RECUAR O MURO E ALARGAR A RUA POIS DO CONTRÁRIO COMO FICARIA A RUA PARA O FUTURO,QUAL A LARGURA DE CAIXA ? NÃO PASSARIA UM CARRO PELO OUTRO !

MAS NESSE MEIO TEMPO ELES ABRIRAM UM MEGA PORTÃO PARA GANHAR DINHEIRO, MAS E A SEGURANÇA DAS PESSOAS, DAS CRIANÇAS,...?

NÃO ELES NÃO ESTÃO PREOCUPADOS, ISTO É DETALHE, E A PREFEITURA QUE SE VIRE.

NO CAMPUS DA PUC E ARREDORES TUDO É ESTRATÉGICA MENTE PENSADO E ANALISADO, PENSANDO NO FUTURO, "DELES" É CLARO, E MAIS "SEM DESEMBOLSAR UM ÚNICO NÍQUEL", TEM OUTRA SITUAÇÃO DEVÉRAS INTERESSANTE, A "QUESTÃO DOS MEIO FIOS" NA AV. IPIRANGA EM TODA A EXTENÇÃO DO CAMPUS ! ? ! ?

É ESSE PESSOAL NÃO PERDE TEMPO,

SERÁ QUE ELES PENSAM QUE SÓ ELES PENSAM ?

MAS COMO NINGUÉM CONSEGUE ENGANAR A TODOS POR MUITO TODO TEMPO !

UM DIA A CASA CAI.

Eduino de Mattos
conselheiro do CMDUA/RGP-07.

AMA disse...

A AMA/Associação dos Moradores e e Amigos da Auxiliadora de Porto Alegre apoia a Amovita em defesa da comunidade e contra a especulação financeira de espaço urbano. Que desrespeita a função social da terra, garantida pela Constituição Federal e a Lei Orgânica Municipal. Respeitem a area de circulação urbana para uso residencial. Há que se solicitar os contratos com a empresa exploradora da área para saber porque essa atitude violenta da PUC, de ambas. Afinal, de quem é a falta de desrespeito aos moradores e moradoras, centenas de famílias com história e identidade social e cultural enraizadas na região...?! Onde estamos: na Faixa de Gaza...? A Palestina é aqui...?!
Em Porto Alegre, cidade do Fórum Social Mundial, é assim...?!

João Volino Corrêa
Presidente da AMA
1º Suplente do CMDUA/RGP-01

Jihad! disse...

A Vila São Judas é uma AEIS - área especial de interesse social - portanto os moradores não podem ser retirados de lá; e não irão sair. Jihad!

Jihad! disse...

Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!Jihad!